Promover a tolerância religiosa e o respeito mútuo entre as diversas formas de crenças. Estimular a reflexão sobre temas que abordem a espiritualidade em todos os seus espectros. Transmitir cultos e celebrações diversas de cunho religioso, de forma democrática e livre. Ser um canal de esperança e amor ao próximo.